segunda-feira, 30 de setembro de 2013

FILOSOFIA +

Escrito por Renis Ramos

A Atuação Filosófica apresenta o FILOSOFIA +, projeto que visa mostrar a Filosofia no dia a dia, de forma fácil e aberta indicar que em nossa volta a Filosofia está sempre presente e muito dos pré conceitos estabelecidos pela maioria, acabam fazendo não enxergá-la. FILOSOFIA + quer fazer através de pesquisa, parcerias e interatividade uma aliança forte com outros cursos, interessados, amantes, estudantes e professores temas que mostrem a comunhão da Filosofia com outro tema qualquer. 

BIBLIOTECA DA FLORESTA & ATUAÇÃO FILOSÓFICA




BIBLIOTECA DA FLORESTA GANHA NOVO GRUPO TEMÁTICO - Criado no início deste ano com a proposta de promover o diálogo entre a filosofia e as demais áreas do conhecimento, o grupo Atuação Filosófica se incorporou, nesta sexta-feira, 27, ao conjunto de entidades que interagem e atuam em parceria com a Biblioteca da Floresta, os grupos temáticos.

Atuação Filosófica é o décimo grupo a se juntar à Biblioteca. Ele é formado por acadêmicos de Filosofia da Ufac. Para Renis Silva, membro do grupo, o objetivo é fazer com que o conhecimento filosófico seja propagado e compreendido de forma mais fácil por estudantes de outros cursos por meio de debates e palestras.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

30° ENCONTRO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE FILOSOFIA




No XXIX Encontro Nacional de Estudantes de Filosofia, realizado em Janeiro de 2012, na cidade de João Pessoa-PB, estudantes de graduação em filosofia da Universidade Federal do Mato Grosso começaram a se articular, no sentido de reorganizar um movimento estudantil que fora interrompido, buscando a construção de um encontro nacional no ano de 2014.
Não se tem até o momento registros sobre encontros anteriores de Filosofia na Universidade Federal do Mato Grosso, o que evidencia a necessidade de sediar tão relevante evento. Sendo o Estado do Mato Grosso geograficamente um ponto estratégico em relação às demais regiões do Brasil.  

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

A Cosmologia dos índios do Alto Juruá sobre mudanças climáticas

As mudanças climáticas vêm sendo estudadas principalmente pelas ciências exatas e da natureza. Buscaremos nesse trabalho agregar o ponto de vista da antropologia ao estudos sobre o assunto. Nossa pergunta é: Como os povos da região do alto Juruá observam e vivem as mudanças climáticas? Eventos climáticos extremos, como chuvas inesperadas e grandes alagações ou inundações, fazem parte das memória desses moradores da floresta. Essas memórias são transmitidas por gerações. Assim, as histórias de inundação que se destacam no alto Juruá ainda permanecem vivas. O clima é muito importante para as pessoas que vivem na floresta, sendo um saber que está relacionado às necessidades práticas do mundo da vida. Para dar conta desse saber, coletamos observações de ex-seringueiros e agricultores, dos Huni Kuin e dos Ashaninka sobre o clima e suas variações, sobre estações e previsões. Com isso, obtivemos uma visão sobre diferentes olhares, dentro das respectivas visões de mundo, sobre as transformações climáticas. Esses grupos, ao longo de gerações, desenvolveram conhecimentos sobre o ambiente e sobre o clima. Entendemos que é parte do papel da Antropologia mostrar esses conhecimentos, visibilizando os saberes tradicionais sobre a natureza. Essa tarefa é hoje importante, tratando-se desse tema de relevância global e local. Esperamos que esse estudo venha a ser uma contribuição ao que se pode chamar de uma Antropologia do Clima.

A FILOSOFIA



Escrito por Daniel Braga dos Santos

O que queremos dizer quando nos referimos à filosofia? Encontrar uma resposta para esta pergunta pode ser o maior o primeiro o maior problema quando nos comprometemos a estudar esta disciplina. Ao longo da extensa história do pensamento humano, já foram atribuídas a ela diversas definições, muitas delas, para seus autores, finais e completas. Essas diferentes teorias podem gerar confusão, o que de maneira alguma é algo ruim, pois pode significar o início de uma busca por esclarecimento, o que já é uma parte importante a ser desenvolvida no processo filosófico.

Uma das definições da filosofia é encontrada quando buscamos o significado na língua grega, berço da filosofia. Podemos dividir a palavra filosofia entre philia (amizade, amor) ou philos (amigo, amante) e Sophia (sabedoria, conhecimento). Assim a filosofia significaria amor à sabedoria, sendo o filosofo o amante do conhecimento. Nesse sentido, é procurado passar a idéia de alguém que ativamente busca o conhecimento, em oposição aquele que já o encontrou, sendo este último visto com suspeita pelo primeiro. Isso faz com que a filosofia coloque em questão explicações ditas finais, como, por exemplo, a místico-religiosa.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

A Física de Aristóteles

Escrito por Pedro Lima Filho 

 


Aristóteles nasceu, em 384 a.C., em Estagira, na Trácia. Morreu em 322 a.C. em Cálcis ou Cálquída, na ilha de Eubeia. Sua formação e prática filosóficas ocorreram em Atenas. Foi discípulo de Platão e preceptor de Alexandre, o Grande, da Macedônia. Entre suas diversas obras encontra-se a Física.

A Física de Aristóteles apresenta-se atualmente organizada em oito livros. É um conjunto de conhecimentos voltados para a descrição e a análise qualitativa do mundo físico natural. Difere totalmente da ciência física que conhecemos hoje que tem por base a quantificação matemática e o método experimental como suporte. A física aristotélica não faz uso da matemática, isto é, não é quantitativa. Não faz experiências, isto é, não é experimental. Como se constitui, então a física aristotélica? Constitui-se de um processo paciente de observação da natureza. Observação da qual se faz uma análise minuciosa de tudo quando é observado para, a partir daí, buscar as causas da natureza. Pois entendia Aristóteles que conhecer é conhecer pelas causas. Trataremos, aqui, da parte da física aristotélica voltada para o estudo dos seres naturais e suas transformações.

Comunicações Filosóficas com Prof. Eduardo Pitt - 28/09/2013


O tema é: Por que a Begriffsschrift de Frege representa uma mudança de paradigma na História da Lógica?

Poderiamos ter uma prévia do assunto?

Vou me ater em dois objetivos específicos. 
Primeiro, vou apresentar o sistema lógico desenvolvido por Aristóteles e mostrar o alcance formal da sua teoria, em contrapartida, vou apresentar o sistema lógico desenvolvido pelos megáricos e estoicos e mostrar as razões formais de podermos considerar a lógica destes últimos mais fecunda que a lógica aristotélica. Minha intenção em comparar estes dois sistemas lógicos de escolas gregas antigas diferentes é valorizar a lógica megárico-estoica, pois esta é a versão antiga do cálculo sentencial da lógica matemática contemporânea. Segundo, a partir do trabalho logicista do lógico e matemático alemão Gottlob Frege quero mostrar como e de que maneira o livro Begriffsschrift de 1879 representa uma mudança de paradigma na história da Lógica. Minha intenção é explicar quais as noções e procedimentos formais contidos na linguagem formal de Frege na Begriffsschrift que possibilitaram um rompimento com a lógica tradicional, além de, reunir em um único sistema lógico, os dois sistema lógicos da Grécia Antiga. Em suma, no contexto da palestra quero enfatizar que a contribuição de Frege é o advento da Lógica Matemática.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Ética, grafite e o objetivo da arte

Escrito por Thaisa Mattos 



Imagine acordar uma bela manhâ e sua casa está assim, completamente transformada, passando de um clássico estilo europeu, para pura e simples modernidade urbana?

Pois é, eu ia agradecer, mas muitos não fariam isso. Ficariam revoltados com sua clássica casa inteiramente rabiscada. Visivelmente o grafite não é um pichação, distingue-se o grafite, de elaboração mais complexa, da simples pichação, quase sempre considerada como contravenção. No entanto, muitos grafiteiros respeitáveis, como Os gemeos. 

Imagem Filosofica


BOLSAS DE EDUCAÇÃO PARA ENSINO DE IDIOMAS A DISTÂNCIA




A Assessoria de Cooperação Interinstitucional publica regras para inscrição e seleção de alunos, técnico-administrativos e professores da UFAC com vistas às Bolsas de Educação para Ensino de Idiomas à Distância, nos termos do Convênio celebrado entre a Universidade Federal do Acre e o Banco Santander. As inscrições serão abertas a partir desta data, dentro das ações do Programa Amazônia 2020, obedecendo às condições constantes deste EDITAL

OLHAR ESTRANGEIRO


Olhar Estrangeiro é um filme sobre os clichês e as fantasias que se avolumam pelo mundo afora sobre o Brasil. Baseado no livro "O Brasil dos Gringos", de Tunico Amâncio, o documentário mostra a visão que o cinema mundial tem do país. Filmado na França (Lyon e Paris), Suécia (Estocolmo) e EUA (Nova York e Los Angeles), o filme, através de entrevistas com os diretores, roteiristas e atores, desvenda os mecanismos que produzem esses clichês. Com depoimentos de Michael Caine, Hope Davis, Zalman King, Jon Voight, Philippe de Broca, Robert Ellis Miller, entre outros.


Pensamento

O ensino da filosofia não precisa ser complexo, intricado. Tem a ver com curiosidade, a mania de fazer perguntas, algo que perdemos na cultura ocidental quando envelhecemos.''Jostein Gaarder

Nietzsche e a Arte Trágica

 Friederich Nitezsche
Escrito por Bruno Tavares Assunção

Friederich Nitezsche, filósofo alemão do século XIX, realiza um longo estudo acerca da arte trágica. A tragédia teria sua origem nas festas populares dedicadas ao deus Dionísio, o ditirambo, uma espécie de canto coral uma espécie de encenação composta por uma parte de narrativas e outra de coro musical. Nietzsche resgata a concepção que Aristóteles apresenta na em seu livro Poética, nesta obra Aristóteles faz uma comparação dos gêneros literários e concebe ao fim da obra a o gênero trágico como o maior de todos os gêneros. Para Aristóteles o gênero poética seria o maior de todos, pois nele a vida pode ser representada de maneira mais fiel, sendo representada fielmente, a vida consequentemente atinge a um maior número de pessoas e consequentemente de uma maneira mais enérgica, mais forte os expectadores.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

O que é o Conhecimento?



Escrito por Fábio Luiz Daemon da Silva
Quando falamos sobre o conhecimento é impossível não nos lembrarmos do significado da palavra “filosofia”. A filosofia sempre foi colocada como a união de duas palavras de origem grega: “philia” e “sophia”. A palavra “philia” tem como significado em português as palavras “amor” ou “amizade”. Já a palavra “sophia” tem como significado a palavra “sabedoria”. Logo, presumimos que filosofia significa um “amor ao saber”. Assim, vemos claramente que a filosofia nasceu como uma busca pela sabedoria, mais precisamente: pelo conhecimento.
O Conhecimento sempre foi o que o homem quis buscar, e a filosofia se interessou desde sempre em tentar estabelecer quais são as condições necessárias para que um conhecimento seja considerado verdadeiro ou não.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O que é Filosofia?

Escrito por Pedro Henrique dos Santos Ribeiro


Afinal, o que é filosofia? Eis aí um daqueles problemas difíceis, mesmo para quem se já dedica há algum tempo às investigações filosóficas. Responder tal questão, porém, é fundamental, especialmente para aqueles que irão exercer o magistério escolar. É muito natural que os estudantes do Ensino Médio se façam essa pergunta. Na verdade, muitos deles tendem a pensar que a filosofia é um mero palavreado qualquer, uma simples conversa vazia de sentido. Ao aluno preocupado com o vestibular, por sua vez, o estudo da matéria parece desnecessário e inútil, mais atrapalhando do que ajudando seu ingresso na faculdade. Sejamos honestos: quem de nós nunca ouviu por aí que o estudo filosófico é coisa de quem não bate muito bem da cabeça? Pois bem, se o professor de filosofia do Ensino Médio pretende realizar um bom trabalho, cabe a ele, antes de tudo, desfazer esses preconceitos. Sua primeira lição deve ser ensinar o que é filosofia.

Curso Básico de Libras (Língua Brasileira de Sinais)


Curso Básico de Libras, feito pelo INES, referência nacional em LIBRAS. Video divido em 3 partes com conteudo facil aprendizado.

Curso Básico de Libras (Língua Brasileira de Sinais) parte (1) de 03

Comunicações Filosóficas - Fotos da 1ª palestra

A Palestra do professor Felipe Cardoso foi conduzida com sucesso, os ouvintes da palestra tiveram toda a atenção atendida pelo palestrante que ao final respondeu perguntas, entre elas com um ouvinte e professor que é defensor de Kant, o que promete oferecer novas palestras e gerar grupos de debate com tudo isso.  Kant critica Schopenhauer e Schopenhauer critica Kant, então, no final da palestra foi muito bom ouvir dois professores citando parte de seus devidos estudos aos presentes. 

Deixamos aqui já o convite para próxima palestra no dia 28/09, palestra com o Professor Eduardo Pitt - professor de Lógica I na UFAC.

Em breve colocaremos aqui também uma breve entrevista com ele. As Comunicações Filosóficas é um espaço garantido para escutar professores, academicos e estudantes apaixonados pela filosofia. 



Fotos: Lorran Nery, Comunicações Filosóficas, Devid hall

terça-feira, 3 de setembro de 2013

SCHÈME - Revista Eletrônica de Psicologia



A Schème - Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas é a revista oficial da Sociedade Brasileira Jean Piaget e publica textos inéditos, nas áreas de educação, filosofia e psicologia, relativos à Epistemologia Genética e à Psicologia Genética de Jean Piaget. A Schème tem por objetivo estimular e divulgar as discussões e as produções, científicas e epistemológicas, servindo como um veículo para o intercâmbio de informações e divulgação de estudos e resultados de pesquisas teóricas e experimentais.
Os textos podem ser apresentados na forma de artigos, traduções ou resenhas e serão avaliados por consultores ad hoc indicados pelos conselheiros da revista.

FOTO POP - Mostra fotográfica dos alunos do 4° Período de jornalismo da UFAC