quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Ética, grafite e o objetivo da arte

Escrito por Thaisa Mattos 



Imagine acordar uma bela manhâ e sua casa está assim, completamente transformada, passando de um clássico estilo europeu, para pura e simples modernidade urbana?

Pois é, eu ia agradecer, mas muitos não fariam isso. Ficariam revoltados com sua clássica casa inteiramente rabiscada. Visivelmente o grafite não é um pichação, distingue-se o grafite, de elaboração mais complexa, da simples pichação, quase sempre considerada como contravenção. No entanto, muitos grafiteiros respeitáveis, como Os gemeos. 

Atualmente o grafite já é considerado como forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais. Mais especificamente, da street art ou arte urbana - em que o artista aproveita os espaços públicos, criando uma linguagem intencional para interferir na cidade. Entretanto ainda há quem não concorde, equiparando o valor artístico do grafite ao da pichação, que é bem mais controverso. Sendo que a remoção do grafite é bem mais fácil do que o piche.

 Essa imagem do centro da cidade do rio de janeiro, como a imagem da baleia sendo pescada, são imagens em meio publico que o objetivo principal é descaracterizar o meio urbano, porem sua execução sem uma previa autorização é considerada uma infração as leis.


 E como nossa aula é de filosofia iremos discutir a Ética, pois esses rapazes e moças, como vocês quando conseguirem entender o valor da ética irão ver que não é muito difícil agir corretamente, mesmo que de seu próprio jeito, acreditando no que seja que acredite e tem o direito de acreditar.

Bom, esse seria o ramo da filosofia dedicado a assuntos morais, mas é diferente da moral que se fundamenta em questões obediência a normas, tabus, costumes e por ai vai. Já a ética trabalha com a idéia do bom modo de viver, restringindo-se assim ao campo particular do caráter e da conduta humana, levando em conta que esses estão relacionados a certos princípios da moral, o que comumente usamos para julgar outras pessoas como “boas”, “maus”, “certo” e “errado”. Sendo exatamente isso que a ética busca investigar, mas não só num sentido básico, mas sim em um sentido absoluto.

As especulações éticas partem de idéias como as idéias de dever, responsabilidade e vontade. Então para se pensar num comportamento ético primeiro deve-se fazer a seguinte pergunta “como devo agir perante aos outros?” obviamente é uma questão difícil de responder ou não seria filosofia, porem essa é exatamente à questão centram da ética.

Na filosofia o comportamento ético é aquele que é considerado bom, o que está certo depende das circunstancias e não de qualquer lei geral. E sobre se a bondade é determinada pelos resultados da ação ou pelos meios que os resultados são alcançados.

Então ai vai uma pergunta básica, como julgamos essas formas de arte expostas no nosso dia a dia? É arte, mas não esta em uma galeria qualquer, a galeria que ela esta disponível é a do nosso cotidiano. Antigamente na Grécia, Aristóteles, tinha um pai chamado Nicomaco, ainda jovem ele entrou para academia de Platão onde ficou por vinte anos apenas estudando, imaginem? Alguns anos mais tarde ensinou Alexandre o grande a ser o “grande”.

O Livro de Aristóteles que trata sobre um assunto importante para nós é a Ética Nicomaco, que falava sobre assuntos fundamentais da ética da época, como: virtude, amizade, igualdade, discernimento e o justo meio. Sendo a virtude algo que se adquiri com o habito. Tendo o comportamento como um grande fator distintivo da ética; modo de agir perante aos outros e si mesmo; o justo meio seria o mesmo que dizer meio termo, exemplos entre o medo e ousadia perigosa, o meio termo seria a coragem, “nada de mais nem muito pouco”. O discernimento seria a capacidade de perante a dilemas sempre saber escolher o que seria o melhor para si mesmo e para os outros. A igualdade seria o julgamento compreensivo a cerca dos fatos. A amizade seria um pacto de reciprocidade, de afeição e generosidade.


Todos esses pequenos fragmentos sobre a Ética devem nos guiar no simples ato de pensar sobre o certo e o errado, então, sabendo que a expressão da arte urbana do grafite só é impressionante se é feito nas ruas, pois apenas assim se cumpre o objetivo da arte, o que seria correto?