terça-feira, 23 de abril de 2013

Aikidô e a Filosofia Oriental - As 4 Gratidões e as 4 virtudes


Como em qualquer sistema filosófico, o Aikidô é definido por um sistema de princípios essenciais.Primeiro de tudo, o Aikidô enfatiza a importância das ''quatro gratidões'':

1- Gratidão para com o Universo;

Essa é a gratidão pelo dom da vida, um modo de ser muito preciosos e dificil de se alcançar. De acordo com as crenças budistas, a possibilidade de uma alma que transmigra achar uma vida humana é a mesma de uma tartaruga cega no grande oceano, que vem à superfície uma vez a cada cem anos, enfiar sua cabeça num buraco de um tronco de madeira que esteja passando no momento em que ela vier à superfície do mar. E, mesmo que os deuses tenham maiores chances, sua fácil existência coloca-os num estado de torpor, e somente os seres humanos podem torna-se Buda - precisa-se de um corpo para se sentir a dor de Samsara, praticar o Dharma e experimentar o Nirvana. A Gratidão por se estar vivo é supremamente importante, porque nos dá esperança. Como dizia o Mestre Ueshiba:

Santos e sábios sempre reverenciaram o que há de sagrado no céu, na terra, nas montanhas, rios, árvores e campos. Sempre existiu a consciência das grandes bençãos d natureza. Eles entenderam que é o propósito da vida tornar o mundo continuamente novo, fazer de cada dia um novo dia. Se você entende os princípios do Aikido você também agradecerá por estar vivo, e receberá cada dia como grande alegria.

Quando você reverencia o Universo, ele o reverencia de volta.
Quando você chama pelo nome de Deus, ele ecoa dentro de você.

Um escritor índio Assinibon descreveu desta maneira o ritual de gratidão particular de seu avô:

Ele nunca deixou de agradecer de manhã cedo ao sol nascente.
Ele chamava o Sol de Olho do grande Espírito. Ao meio-dia, ele parava por alguns segundos para agradecer e ser abençoado. Quando o Sol se punha, ele o observava em reverência até ele desaparecer.

2 - Gratidão para com nossos ancestrais e predecessores;

Isso significa ser grato para com as matriarcas e os patriarcas do nosso clã [família] particular, e para com todos os grandes líderes, professores, inovadores, artistas e exploradores que vieram antes de nós e criaram a cultura humana. Mesmo se nossos pais foram contra ou obstruírem nossos caminhos em nossa busca, ainda assim nós devemos agradecê-los pela dádiva do nosso corpo físico.

3 - Gratidão para com o próximo;

Não podemos viver sem a ajuda de outras pessoas. Pessoas que constroem casas, cidades e estradas; pessoas que fazem as coisas funcionarem ; pessoas que cultivam e preparam a nossa comida; pessoas que pagam nossos salários; pessoas que amam, criam e nos apoiam ; pessoas com quem brincamos e treinamos. Mestre Ueshiba disse uma vez aos seus alunos:
Na verdade - eu não tenho alunos - vocês são meus amigos, e eu aprendo com vocês. Devido ao seu treinamento vigoroso, eu cheguei até onde me encontro hoje. Serei sempre grato pelos seus esforços e cooperação. Por definição, Aikido significa cooperar com todos, cooperando com os deuses e deusas de cada religião.

4 - Gratidão para com as plantas e animais que sacrificam sua vidas por nós.

Nós existimos às custas de outros serem, no reino vegetal e animal, e devemos ser gratos por cada bocado de comida que comemos.
Em tempos passados, os índios norte-americanos caçadores nunca se esqueciam de agradecer aos animais que generosamente se deixavam matar.
Eles [os índios] se referiam às suas presas como ''amigos'', e se dirigiam a elas respeitosamente.

As quatro gratidões também podem ser entendidas como se fossem quatro dívidas: (1) nós estamos em débito com o universo pela dádiva de seu grade propósito; (2) estamos em débito com nosso ancestrais pela dádiva de nossa existência física; (3) estamos em débito com os homens e mulheres sábios do passado, pela dádiva de toda cultura humana; (4) estamos em débito com todos os seres animados pela dádiva de proporcionar o nosso sustento.
Gratidão é um antídoto poderosos contra o ressentimento que sentimos em relação aos outros e pelo mau temperamento que possuímos por guardarmos rancor. (Buda definiu uma pessoa fraca como ''alguém que não é grato e que, em sua própria mente, não tem noção de tudo de bom que lhe é proporcionado''). Pessoas agradecidas evitam a autopiedade e relutam em reclamar sobre o tamanho de seu fardo na vida. Outro aspecto da gratidão é o respeito.

Os índios norte-americanos sempre enfatizaram muito o princípio do respeito: respeito por Wakan Tanka, o Grande Espírito; respeito pela Mãe Terra; respeito pelos outros seres humanos; e respeito pela liberdade individual. No budismo, existe um ser conhecido como o ''Sempre Respeitoso Bodhisattva'', cuja única ação é curvar-se e reverenciar em gratidão a todos os que encontra , oferecendo a cada indivíduo todo o respeito simplesmente por estar vivo.


VIRTUDES

1 - A Virtude da Coragem;

Isso quer dizer "Brava ação'', ''compromisso de coragem'' e ''vida valorosa''. Deve-se enfrntar com bravura todos os desafios que a vida nos coloca, e combater o bom combate até o final. Devemos ser bravos o suficiente para nos engajarmos em nosso próprio sacrifício quando necessário, e admitir os erros  e assumir toda a responsabilidade por esses erros. A virtude da coragem gera a força de vontade e determinação. para se dominar qualquer arte, deve-se ter absoluta determinação a praticá-la. Nós praticamos porque é difícil, não porque é facíl. Mas, se treinarmos com afinco, sairemos triunfantes: ''Treinamento árduo leva a fácil vitória.'' No Aikido, somos ensinados a lutar nos níveis mais altos, chegando até a deixar que um oponente ataque primeiro, e normalmente não atacamos alvos mais fáceis. A pessoa que é valorosa, quer vencer de forma justa e não às custas de outros. Mestre Ueshiba dizia:

A vitória que buscamos é sobressairmos a todos os desafios e lutar até o fim, cumprindo a nossa meta. No Aikido, nunca atacamos. Se você atacar primeiro para ganhar vantagem sobre alguém, isso é prova de que o seu treinamento não foi suficiente e, na verdade, você é quem foi vencido.
A virtude da coragem é simbolizada pelo fogo, uma chama unica que não pode ser extinta.

2 - A virtude da Sabedoria;

Filósofos asiáticos encorajavam seus discípulos a desenvolver um vasto conhecimento sobre o céu e a terra '' lendo dez mil volumes e viajando dez mil milhas''. Um corolário disso é a obrigação de ''nunca parar de aprender''. Mestre Ueshiba dizia:
O universo é o nosso maior professor. Vejam a maneira como uma corrente flui em seu caminho pelo vale da montanha, suavemente transformando-se ao fluir por cima e ao redor das rochas. A sabedoria do mundo está contida em livros e, ao estudá-los. Incontáveis técnicas novas poderão ser criadas. Estude e pratique, e então reflita sobre o seu progresso. O Aikido é a arte do aprender profundo, a arte de conhecer a si mesmo.

Essa virtude é representada pelo céu, um símbolo de sabedoria vasta, que a tudo compreende.

3 - A virtude do Amor;

O termo ''filosofia'' quer dizer ''amor pela sabedoria'', e originariamente não significa descrever sistemas abstratos de pensamento. Pitágoras (que viveu por volta do século VI a.C), pai da filosofia ocidental, definiu  o filósofo como alguém que observa, reverencia e contempla a ordem, a beleza e o propósito do que está acontecendo, e busca pelo filamento dourado de sabedoria essencial que conecta tudo entre si. Quando perguntaram a Pitágoras: ''Você é sábio?'', sua resposta foi: '' Não, mas sou um amante da sabedoria.''
O amor deveria ser dirigido tanto a objetos como a idéias. O filósofo taoísta, alquimista e físico Ko Hung (que viveu por volta dos anos 284 - 364), dizia que o segredo da imortalidade era ''estender o amor a todas as coisas, até as fronteiras do universo, e ver a todos como se vê a si próprio''.
Mestre Ueshiba dizia sobre o amor:
No verdadeiro Budô, não existem inimigos. O verdadeiro Budô é a função do amor. O Caminho do Guerreiro não é a destruição e a morte, mas experimenta a vida, para continuamente criar. O amor é a divindade que pode realmente proteger-nos. Sem o amor nada prospera. Se não existir amor entre os seres humanos, será o fim de nosso mundo. O amor gera o calor e a luz que alimentam o mundo.
Na filosofia do Aikido, ''calor'' é um símbolo para compaixão, e ''luz'' significa sabedoria. A terra simboliza a realidade quente e concreta do amor.

4 - A virtude da Empatia;

Essa é a dimensão social do Aikido. A filosofia nunca existirá no vácueo, e devemos sempre nos perguntar. ''Como nossas ações afetam ao mundo em geral e a outros em particular?''. Se os ideais do Aikido não forem aplicados na esfera da relações humanas, da ecologia, da economia e na política, elas serão de pouco valor. Mestre Ueshiba dizia:
Primeiro de tudo você deve pôr a sua vida em ordem. em seguida, você deve aprender como manter um relacionamento ideal dentro de sua própria família. Depois disso, você deve lutar para melhorar as condições no seu próprio país e, finalmente, viver em harmonia com o mundo como um todo.
Madre Teresa (1910-1998) dizia sobre seus atos de compaixão: ''Nós não fazemos grandes coisas, mas pequenas coisas com grande amor.'' Quando perguntaram a ela o que deveria ser feito para se ter um progresso melhor no mundo, ela simplesmente disse: '' Cumprimente a todos com um sorriso.'' A virtude da empatia é simbolizada pela água, o elemento que constantemente nutre o mundo.
Para efeito de comparação as virtudes cardeais da filosofia grega são: A Justiça, A Prudência, A Força de Vontade  e a Moderação.
Virtudes Taoístas: Compaixão, a Frugalidade e a Modéstia.
Virtudes Budistas: a Generosidade, a Disciplina, a Perseverança, a Sabedoria, a Paciência, a Meditação, a Adaptação, a Força, a Amabilidade e a Equanimidade.
Virtudes Tântricas: o Amor, a Compaixão, a Alegria pelo sucesso dos outros e a equanimidade em relação ao seres conscientes.
Virtudes Gnósticas: os Relacionamentos pacíficos, a Reciprocidade, a Afeição e a Simpatia.
Virtude Sufista: Sinceridade para com Deus, a Severidade consigo prórpio, a Justiça para todos, a Ajuda aos idosos, a Gentileza para com os mais jovens, a Generosidade para com os pobres, dar bons conselhos aos amigos, ser tolerante com os inimigos, ser indiferente aos tolos e o respeito aos mais sábios.
Virtudes primárias das tribos indígenas norte-americanas: Altruísmo, a Paciência e o perdão.
Virtudes Cristãs: A Fé, a Esperança e a Caridade.

As ''quatro virtudes'' do Aikido nos ajudam a lidar com os ''quatro desafios'': idade avançada, doenças, morte, e estar separados das pessoas que amamos. A vida não é perfeita, não é justa, e todos nós sofremos com os efeitos da velhice, da doenças, da morte e, pior de tudo, da perda das pessoas a quem amamos. isso é uma constante universal.  Mestre Ueshiba dizia:
Todos os dias da vida humana contém alegria e ódio, dor e prazer, escuridão e luz, crescimento e decadência. A cada momento é delineado o grande plano da natureza - não se negue nem se oponha à ordem cósmica das coisas. Aguarde alegremente por cada dia e aceite o que ele lhe oferecer.


Fonte: Livro A Filosofia do Aikido e Varadouro Sagrado